Poetas Compulsivos

20141125-feirainternacional
Átomo, Fernanda Rocha, Dudu de Morro Agudo e Samuca Azevedo

O rapper Dudu de Morro Agudo, quando viajou para Nancy, na França, em 2013, experimentou um sarau que acontecia dentro de um bar e reunia gente de todas as idades. “Eles tinham estratégias para encorajar as pessoas a recitarem suas poesias pela primeira vez”, afirma o rapper, que a partir daí também se encorajou e criou um sarau cheio de simpatia em Nova Iguaçu.

O Sarau Poetas Compulsivos tem características próprias, funciona como uma ferramenta para popularizar a poesia, dar visibilidade aos poetas, integrar gerações e diferentes manifestações que utilizam a palavra como matéria prima, mas também compartilha da ideia de encorajar novos poetas.

Todo o primeiro sábado do mês, no Buteco da Juliana, em Morro Agudo, os poetas residentes se reúnem aos poetas, escritores, DJs e músicos convidados para uma sessão de poesias que dura cerca de três horas, mas o momento mais esperado é quando o público, que recebe uma poesia assim que chega ao local, se junta aos outros poetas e começam a recitar poesias de poetas, principalmente, da Baixada Fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *