Caleidoscópio: todos juntos pela Paz na Baixada Fluminense

Hoje é difícil de imaginar que o evento Caleidoscópio começou a partir de “UMA” ação e tomou toda essa proporção, explica Dudu de Morro Agudo, idealizador do projeto.

“A gente estava muito preocupado com a segurança na região, todos os dias chegavam notícias de que algum morador havia sido roubado ou morto no bairro. Até que um dia um de nós foi baleado. O jovem Jean Lima, mais conhecido como Babu, grafiteiro formado na escola de hip hop do Enraizados levou um tiro enquanto vinha da escola, às 19 horas. Foi a gota d’água”.

“Em cada ângulo que você olhar, você verá uma arte diferente”. DMA

Dudu conta que o Movimento Enraizados já tinha o costume de revitalizar a praça de Morro Agudo a cada dois anos, então decidiu fazer uma intervenção de graffiti na comunidade em homenagem ao jovem grafiteiro, para chamar a atenção, não só do poder público, mas também da sociedade civíl, para o grave problema relacionado à segurança, e a partir daí surgiu a campanha permanente #PazNaBF.

A primeira ação foi o videoeclipe colaborativo da pesada música “Dos Barões ao Extermínio”, que traz em sua letra áspera a visão do rapper sobre os problemas na região, e a imagem de jovens, artistas e militantes socioculturais, exibindo cartazes onde pedem a paz para a Baixada Fluminense.

Através do Curso de Segurança Pública na Baixada, realizado pela Casa Fluminense e pelo Fórum Grita Baixada, Dudu teve acesso à outras organizações como a Anistia Internacional e o Observatório de Favelas, com os quais falou sobre a campanha #PazNaBF e a homenagem que fariam. Os parceiros e diversos outros artistas da região compraram a ideia e decidiram engrossar o caldo, pois segundo eles, a causa era nobre e todos sofriam com o mesmo problema e precisavam dar visibilidade para essas regiões.

“Problemas semelhantes existem em regiões como a Zona Oeste, Norte e São Gonçalo”. DMA

Logo surgiu a ideia do conceito do evento, algo colaborativo, construído por diversos atores. Foi então que lembrou de quando era criança, quando seu pai fazia caleidoscópios pra ele. Os pequenos vidros dentro do tubo, quando separados eram apenas cacos, mas juntos formavam uma imagem incrivelmente linda e única.

Matéria completa no Portal Enraizados: 
http://www.enraizados.com.br/index.php/caleidoscopio-todos-juntos-pela-paz-na-baixada-fluminense/

Publicado por

Dudu de Morro Agudo

Rapper, comunicador e empreendedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *